Kombo Candidato

Está procurando um emprego? Cuidado com as ciladas!

Na procura desesperada por uma recolocação no mercado de trabalho, diversos profissionais podem cair em armadilhas.

A primeira é a do emprego fácil. “O candidato é abordado por empresas de consultoria que cobram por uma determinada vaga de emprego. O profissional fecha o contrato, faz uma entrevista e nunca mais recebe contato da empresa”, revela a consultora de carreira, Mayra Fragiacomo.

Neste caso, a consultora da DM Desenvolvimento, Cinthya Calvó, aconselha aos candidatos que entrem no site da empresa de consultoria, para analisar seu trabalho. Além disso, eles devem ler o contrato e não fazer nenhum pagamento antes de conseguir o emprego.

Outros contratempos

Além desse golpe de mercado, Mayra afirma que os candidatos precisam ficar de “olhos abertos” com as empresas que oferecem oportunidades de trabalho no exterior. “A proposta costuma ser irrecusável, mas há a necessidade do candidato pagar pela emissão de documentos e, novamente, após o pagamento de taxas, o profissional não consegue mais acionar a empresa e seus representantes”, explica a consultora de carreira.

Outra cilada bastante comum são os anúncios de vagas que exigem dos candidatos uma série de qualificações que não serão utilizadas no dia-a-dia de trabalho. “O candidato com todos os atributos exigidos chega no processo seletivo e descobre que as atividades que ele irá exercer serão bem mais simples e que nem há a necessidade dessas competências. Logo, o salário não equivale às exigências feitas, causando uma decepção no candidato”, destaca a consultora do IDORT-SP, Elisabete Alves.

Elisabete ainda faz um alerta para os casos em que as empresas não informam o vínculo empregatício durante o processo seletivo, se será por carteira assinada ou prestação de serviços. “Nesse caso, o candidato pode participar de todas as etapas do processo seletivo e só ao final descobrir essa condição”.

Como escapar?

Para fugir dessas decepções, Mayra aconselha que o profissional só deve se candidatar a vagas de emprego se elas tiverem disponíveis em sites de consultorias de recrutamento idôneas ou diretamente no site da empresa.

“Caso a oportunidade oferecida estiver fora do padrão das práticas de mercado, a pessoa deve ter um cuidado redobrado. Além disso, antes de assinar qualquer contrato de consultoria, é indicado pesquisar sobre a empresa em órgãos de defesa do consumidor e solicitar a análise desse contrato por um advogado”.

A consultora Elisabete, do IDORT-SP destaca também que, na primeira entrevista, o candidato pode e deve perguntar ao recrutador quais são as condições de trabalho, o vínculo empregatício e qual será o valor aproximado do salário. Dessa forma, os profissionais evitam transtornos e só continuam a participar do processo se a vaga realmente interessar.

Fonte: www.administradores.com.br Por Luana Cristina de Lima Magalhães – InfoMoney

15/Jun Empregabilidade 0 comentário
Esse post ainda não possui comentários.
Deixe um comentário

Os campos marcados com um asterisco * são de preenchimento obrigatório

Últimos posts
Você vai continuar desempregado! 13/05/2017 - Nenhum comentário
Cursos e treinamento de coaching gratuitos! 09/07/2015 - 2 comentários
Kombo lança aplicativo para candidatos 16/01/2015 - 7 comentários