Kombo Empresa

Como calcular a taxa-hora-ideal

Esta “dica” é parte do livro “Consultoria: O Caminho das Pedras”, editado pela Central de Negócios Editora e Marketing.
Calculando seus honorários

Costumo dizer aos participantes de nossos cursos de “Capacitação e Aperfeiçoamento de Consultores”, quando chegamos a este ponto:

“Não fiquem pensando quanto podem ganhar sendo consultores, ou quanto irão cobrar por hora de trabalho ou mesmo sobre como irão vender todas as horas de um dia e do ano, sem ficarem parados nunca!”

Pensem:

- Quanto preciso para viver?
- Quanto quero poupar?
- Quanto quero trabalhar?
- Como quero organizar minha vida profissional e pessoal?

Para calcular seus honorários ideais, a regra número um é: não pense em quanto ganhar, mas sim em quanto, em que e como trabalhar. Depois, calcule quanto cobrar e verifique se o seu plano de vida é compatível com seu plano de trabalho e financeiro.

A regra número dois baseia-se na administração de seu regime de caixa, onde a disponibilidade financeira está condicionada às receitas que entram ao longo de 12 meses. Isso implica que você deve abandonar a cultura do salário fixo mensal ou do adiantamento quinzenal. A vida financeira do consultor independente é bastante cíclica, com muitos picos e vales em sua renda líquida.

Para administrar adequadamente seu caixa, comece a pensar em fazer todas as contas, sejam elas relativas às despesas ou às receitas, de acordo com os valores relativos a um ano. O raciocínio leva em consideração os altos e baixos da agenda do consultor que, em um determinado momento pode estar totalmente preenchida e, em outros, apresentar muitos claros.

Os espaços vazios representam as horas não vendidas e, portanto, não remuneradas. Este é o momento em que deve-se evitar ao máximo os gastos não programados, para não correr o risco de ter que operar no vermelho.

A contabilidade está intimamente ligada a quanto o consultor deve trabalhar, ou seja, o planejamento deve estabelecer um equilíbrio entre as necessidades de receitas e as chamadas horas cobráveis, cujo cálculo será demonstrado na seqüência.

Responda às perguntas a seguir, pensando em cada item considerando a qualidade de vida que você quer ter como consultor, quanto convívio familiar você considera adequado, quanto tempo você dedicará ao auto-desenvolvimento, estudo e pesquisa, quanto você vai se dedicar fazendo seu próprio marketing e vendas.

Cálculo da Taxa Diária de Honorários Ideal

1. Quanto você precisa, mensalmente, em média, para pagar todas as suas contas? – Não esquecer as sazonalidades de muitas despesas – fim de ano, férias das crianças e suas, 13o salário da empregada, licenciamento do(s) automóvel(is), seguros, impostos anuais, etc.

R$ __________

2. Em quanto isso resulta por ano? – Não se esqueça também de pensar em formar seu “FGTS” particular, guardando uns 8% de sua necessidade anual como uma reserva para emergências (multiplique o valor do item 1 por 12 e adicione as reservas mencionadas).

R$ __________

3. Quanto você quer guardar por ano? – Anote aqui que valor anual você quer planejar para construir seu patrimônio ou sua poupança anual.

R$ __________

4. Qual é o total necessário por ano? – Some os valores dos itens 2 e 3.

06/jan Blog
Consultoria
0 comentário
Esse post ainda não possui comentários.
Deixe um comentário

Os campos marcados com um asterisco * são de preenchimento obrigatório

Últimos posts
1º Feirão de empregos em Brusque 05/09/2014 - Nenhum comentário
A Fecomércio lança Central do Comércio, com banco de talentos da Kombo 15/04/2014 - Nenhum comentário
Feirão de Empregos de Itajaí – convite para empresas 10/04/2014 - Nenhum comentário